terça-feira, 1 de julho de 2014

TUDO SE TREINA, TUDO SE TRANSFORMA!


A vida está em constante mudança e quem não se muda com ela corre o enorme risco de ficar para trás, perder o fio à meada e de ficar sem saber quem é e o que anda aqui a fazer. Nesse sentido, e porque sou um aficionado pelo treino e porque quase todos os dias me perguntam como me consigo manter em forma e sempre com um sorriso aberto, achei interessante abordar o exercício físico, seja ele in ou outdoor, como a metáfora perfeita para a nossa própria vida. Sim, tal e qual.
Como na vida, distingo no ginásio três tipos de pessoas:
- Aqueles que vão porque sim.
- Aqueles que vão porque alguém os manda ir.
- Aqueles que vão porque são apaixonados por aquilo e por todo o prazer e benefícios que o exercício envolve.
Na vida, e só para confirmar o que acabei de profetizar umas linhas acima, também existem os que vivem só por viver, aqueles que vão para onde for porque não sabem para onde ir e fazem tudo o que os outros querem que seja feito, ignorando as suas próprias vontades, e depois existem aqueles a quem chamo de guerreiros, onde naturalmente me incluo, que em tudo o que fazem estão a cem porcento e se entregam ao momento como se fosse, literalmente, o único e último das suas vidas. Aliás, a paixão a isso obriga e o prémio é sempre em prazer.
Treinar, assim como viver, é portanto algo a que todos temos acesso, a todos faz bem e só quem se deixa levar pela preguiça ou pela desculpa esfarrapada da falta de motivação é que abre mão de algo tão empreendedor. Aliás, e para que fique claro, a tua eventual falta de motivação não é do treino, é de veres aquilo que vês quando olhas para ti. Dói não dói? Temos pena. Olha o treino também arde que se farta, mas como o que arde cura pode ser que seja esse o caminho para a tua redenção. O que achas? Ah, sim, outra coisa, treinar não implica mexer nas finanças. Basta sair à rua, caminhar, correr ou então, e ainda mais fácil, fazer flexões ou abdominais no chão do próprio quarto. Desculpas? Desculpa, mas não aceito.
Portanto, é simples, certo? E o bem que faz à saúde? E as vezes que te desliga a mente? E a sensação de missão cumprida sempre que acabas de rastos? E a ausência de vontade de fumar ou comer mal logo a seguir ao treino? E a sensação de superação? E as pessoas que conheces? E o mais importante de tudo? A confiança! Sim, quem treina, e por todos os motivos e mais alguns, tem mais habilitações para confiar em si do que os outros. Dúvidas? Experimenta.
Por falar em confiança, partilho contigo o hábito que tenho de dividir a confiança de uma pessoa em três parcelas exatamente iguais:
- 33.3% pela forma física.
- 33.3% pela forma como comunicamos interiormente, se através do elogio ou da culpabilização.
- 33.3% por tudo aquilo que nos permitimos, ou não, sentir.
Resumindo, se não te sentes bem com o teu corpo, e já nem falo na lástima que pode estar por dentro, um terço da tua confiança foi à vida. Mais, sem essa parcela, e como deves calcular, o teu discurso interno não será soberbo e depois, naturalmente, a tua entrega também não será a mesma do que se te sentisses bem na tua pele. Ou seja, não estou a querer dizer que treinar é tudo, isto é uma metáfora lembras-te, mas que é uma peça chave no nosso equilíbrio e bem-estar, que é uma oportunidade de nos sentirmos melhor e mais vivos e um tremendo exemplo de que podemos transformar a nossa vida treinando, é. Quem se supera no ginásio ou numa corrida ao ar livre, tem ferramentas para superar seja o que for. É mais fácil. Porquê? Porque a superação obriga-nos a olhar para dentro e reconhecer o nosso caminho, as nossas escolhas e as nossas conquistas. Com isso feito, somos donos de uma consciência maior a nosso respeito e estamos, então, muito melhor preparados para a dor e qualquer vicissitude da vida.
O treino, assim como a vida, ensina-te a conhecer-te, transforma-te, muda-te e faz de ti tudo o que sempre ambicionaste ser, portanto, treina bem, alimenta-te melhor e viverás para sempre enquanto fores vivo. Sim, há uns e outros que já morreram, mas ainda ninguém lhes disse nada. Shiuuuuuuu, deixa-os pousar!
De mim para ti:
TREINA-TE, TRANSFORMA-TE E AMA-TE, TENS A TUA VIDA NAS MÃOS.

27 comentários:

  1. Texto excelente. Mas é que é mesmo assim :)

    ResponderEliminar
  2. temos que nos amar e aceitar para poder ser felizes e assim espalhar essa boa energia no mundo que nos rodeia

    ResponderEliminar
  3. Como sempre , muito bom, grande força nas palavras , com impulso para dar um empurrão na vida !

    ResponderEliminar
  4. Grande força nas palavras , que com toda a certeza dão impulso para viver ! Como sempre top !

    ResponderEliminar
  5. Sempre motivador e sempre em grande..obrigado meu irmão

    ResponderEliminar
  6. Subscrevo inteiramente. No ginásio,mais do que o corpo, treino a mente. Faço por me superar e procuro motivar-me quando o cansaço ataca e só falta mais "uma" para acabar a série. Um corpo saudável e cuidado, não raras as vezes, é o reflexo de uma mente focada e disciplinada. Bom post;)

    ResponderEliminar
  7. Aquilo que transmites, de facto, é a realidade. Bem patente. Então, a tua última frase diz muita coisa e nem é preciso ser um génio para perceber!
    Há algum tempo que optei por um estilo de vida diferente; está longe de ser o estilo pretendido, mas com tranquilidade e motivação tudo se encaminhará. Há coisas que eram e já não são, existem outras que são e quero que deixem de o ser. Penso que a alimentação seja o hábito mais difícil de mudar e conquistar, no entanto consegue-se. Já o exercício físico é uma questão de "força mental". ;))
    A transformação, essa, só depende da nossa vontade.

    ResponderEliminar
  8. Adorei, vou treinar, transformar e amar-me. Obrigado

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito. Há cerca de três semanas decidi deixar de comer carne e peixe. E ao retirar as gorduras animais perdi alguns quilos. Mas o que eu quero mesmo é perder todos os que ganhei durante a gravidez e que cá ficaram. Ainda não comecei o exercício físico. Mas vou começar...

    ResponderEliminar
  10. No momento certo, era mesmo isto que estava a precisar de ler, GRATA!

    ResponderEliminar
  11. Faz muito sentido, e parece-me que também faz "padam" com a vida de muitas pessoas.
    Felicitações :)

    ResponderEliminar
  12. Eu enquadro-me na terceira tipologia de pessoas que frequentam o ginásio. É o meu momento de mim para mim.
    Perfect...

    ResponderEliminar
  13. Fabulosa reflexão Gustavo!

    A superação é, sem dúvida alguma, a melhor das sensações... E sim, viveremos sempre enquanto formos vivos, é o mínimo que devemos a nós próprios :)

    Parabéns pelo excelente trabalho!

    www.dietaparatotos.wordpress.com

    ResponderEliminar
  14. "TREINA-TE, TRANSFORMA-TE E AMA-TE, TENS A TUA VIDA NAS MÃOS"... isso mesmo.

    ResponderEliminar
  15. 5 estrelas! :-) sinto exatamente o mesmo sem tirar nem por!

    ResponderEliminar
  16. Este verão achei que estava um bocadinho com barriga (o meu peso situava-se nos 53/54kg para 1,68m), então comecei a cortar nas porções das refeições principais. Cortei no pão (que adorava, e comia muito…até ás refeições), arroz, na massa e na carne que colocava no prato! Posso dizer que neste momento controlo muito a minha alimentação, e tenho sempre medo de engordar se comer isto ou aquilo.. posso dizer que tenho medo aos “hidratos de carbono”. Resumindo, no fim deste verão cheguei aos 40kg e ainda os mantenho.

    Sempre que como mais do que costumo comer, ou mais HC..fico sempre com peso na consciência (mas nunca nunca provoquei vómito, mas houve um episodio recente disso)...e sempre que tal acontece tento compensar ou no dia seguinte ou nas refeiçoes seguintes.. Eu tenho noção que tenho de comer, e aumentar um bocado o peso...mas até o fazer...vai um grande passo! Tenho medo de engordar (que vá tudo para a barriga, e que depois fique com banhas! Fico sempre a pensar nisso!) Neste momento tenho um IMC de 14...eu sei que é baixo!
    Além disso, tenho a ideia de que se fosse para o ginásio que conseguia aumentar as porções, pq tinha aquela "segurança" de "gastar" o que comi! (é tudo psicológico). Mas estou "proibida" pelo médico, porque não tenho "estrutura" física para tal! E é isto :s por mais que me digam que tenho de comer, e aumentar...posso conseguir num dia, mas no outro já não!

    Nunca fui de comer, nem gosto de bolos com cremes, nem comidas com muito molho nem nada parecido. Este último verão, achei q precisava de emagrecer um bocado, q tinha um bocado de banha e comecei a cortar no que comia...cortar as porções de HC as refeições, e outras coisas... E assim foi, perdi muito peso...E controlo mesmo muito a alimentação e não só, a minha vida toda...! Eu percebo e entendo que tenho de aumentar de peso, mas isto é mesmo difícil..! A palavra aumentar peso, ver o número aumentar, a palavra engordar assusta-me... Eu sei q n me posso comparar com as outras pessoas, mas quando vejo as outras pessoas a tentar emagrecer, fico pior ainda...pq eu tou no processo contrário..e por um lado quero "curar-me", mas por outro não... É difícil explicar isto. Houve vezes, que eu tinha lanches de familia e antes de ir para a mesa dizia para mim mesma: não vais tocar naquele bolo nem noutras coisas! E depois tirava um bocado, e outro e outro...penicava ali penicava acolá! Mas era só pq estava em frente a mesa, pq eu sou mais de andar a penicar do que propriamente tirar em quantidade...e já nem falo como sou com o pão de ló (não consigo parar)!! E pronto sempre que isto acontecia chorava no fim, e só pensava em cortar no próximo dia...já pensava no q tinha ou não de comer! É basicamente isto...mas isto tudo tá a mexer cmg, eu vou dizer q n sou feliz... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Eu consigo que voçê emagreça - Paul McKenna" - oiça os cd's diariamente, siga as instruções do livro passo a passo.

      Tem de reprogramar a mente, isso só está a acontecer por ter um programa negativo a desenrolar-se na sua mente... Penso que no seu caso, comer é mais emocional do que fisiológico... Prometo-lhe que se fizer tudo como está no livro, terá resultados em 15 dias... SEM DIETAS, SEM EXERCÍCIO EM EXCESSO.

      LEMBRE-SE SEMPRE, E Q U I L I B R I O.

      Eliminar
  17. Boa noite, antes de mais parabéns pelas palavras de Gustavo Santos, extrema simplicidade e energia bastante positiva! Venho aqui deixar o meu relato de encontro com o nosso interior, sendo esse objetivo das pessoas da atualidade. Tudo o que comemos e ingerimos é de certa forma refletido no nosso corpo físico, emocional e depois o espiritual, não querendo dizer que quem não está contente com seu físico, que o emagrecer resolve todos os seus problemas. De longe esse é o ponto de vista correto, devendo começar por dentro, ouvindo o nosso coração. Com esse começo, com coragem, vontade e muita paixão, consegue aquilo que nunca imaginou conseguir, equilibrar os nossos corpos para ai usufruir do seu corpo, coração e mente atingindo a felicidade. Não se preocupe em dar aos outros aquilo que não tem! Lei da Atração quando mais "Limpos" tivermos, melhores serão os resultados de toda a nossa passagem por aqui. Comece devagarinho e sempre, não se desiste ao primeiro problema, ele apenas aparece para dar-lhe mais força para o segundo e por ai fora. Acredite se seguir isto de unhas e dentes, consegue ser uma pessoa perfeita não para o mundo, mas para si mesmo! :)

    Obrigado por

    ResponderEliminar
  18. Olá Gustavo. Antes de mais tenho a fecilitar te pelas tuas palavras inspiradoras, tens um grande dom de dar uma luz condutora às pessoas que ouvem/lêm os teus ensinamentos. O que me levou a escrever te é uma falta de orientação na minha vida, atualmente estou num túnel sem ver um rasgão de luz. Embora pareça superficial, o meu problema desde sempre é eu não conseguir ser eu própria, estou constantemente a pensar nas coisas e a nao senti-las. O pensamento é aquilo que mais reside em mim. Sou capaz de dizer que 90% de mim é aquilo que penso, e para piorar isso o que penso de mim são palavras negativas que me põe em baixo. Além disso, preciso muito dos outros, de tal forma que quando vou às compras sozinha demoro pelo menos 2 horas num provador, indecisa entre 2 peças de roupa, no final levo a escolhida mas chego a casa e não gosto. Troco-a e quando chego a casa c a nova roupa tb não gosto e acabo por troca lá. Há lojas que já nem tenho coragem de entrar porque já me conhecem como 'a indecisa'. Sei que quando estamos negativos, atraímos tudo negativo mas não vejo forma de ver o lado positivo disto.
    Queria engordar, sou muito magra. Mas não consigo esse objetivo sem gastar dinheiro porque quando queremos engordar não podemos dar uma corrida ou fazer uns abdominais. Bem, se tiveste paciência para ler tdo isto tens também além do dom da palavra, o dom da paciência. Espero uma resposta como que uma luz para me orientar no túnel Gustavo! Ajuda me :)

    ResponderEliminar
  19. "Confiança Instantânea - Paul McKenna" - o teu problema é confiança... Aprende com o Gustavo a sentir e com o Dr. Paul Mckenna a reprogramar a mente.

    ResponderEliminar
  20. Gustavo, muito obrigado pela mensagem! Depois de ler fico com a clara noção de que as desculpas são uma mera ilusão. Vivemos rodeados de desculpas que criamos mentalmente e que nos limitam vida.

    ResponderEliminar
  21. Tens uma capacidade de expressão sublime. Só por si só ler as tuas palavras, transmite motivação.

    ResponderEliminar