quinta-feira, 11 de abril de 2013

O PERDÃO!


Não perdoar é uma estrada para o abismo e nesse sentido vêem-me sempre duas metáforas muito fortes à cabeça.
A primeira passa por uma cruz. Cada pessoa que não perdoas é uma cruz a mais que carregas nas costas e se esse, o não-perdão, é uma escolha tua (sim, acredita que é uma escolha, não é uma incapacidade, portanto não te armes em coitadinho que comigo não te safas) o mais natural que te aconteça é um dia quereres olhar em frente e já não conseguires fazê-lo, pois o peso é tão grande e as dores são tantas que não tens outra forma de caminhar senão de costas toldadas e olhar caído. Visualiza esta imagem. Consegues perceber que com essa postura não conseguirás encontrar o bom caminho? Não o vês, caminhas como um tolo de um lado para outro, aos repelões, cada vez mais cansado, e com mais vontade de desistir até que um dia escorregarás pelo abismo abaixo e ainda que o teu coração insista em bater e os pulmões em respirar, ainda te mexes mas já não sentes, ainda estás mas já não estás.
A segunda metáfora é uma orgia de dor. Já pensaste que dormes com todas as pessoas que não perdoas? Sim, elas estão mesmo ao teu lado na cama e, invariavelmente, as suas presenças são ainda mais fortes do que a presença da pessoa com quem verdadeiramente dormes. Quando acordas a meio da noite, qual é a primeira pessoa que te vem à cabeça? A que está ao teu lado, ou aquela que ainda não perdoaste? A que tu queres que um dia venha a dormir ou aquela que te fez ou disse algo que te magoou? Um sentimento de amor ou de injustiça? De paz ou de ira? Consegues regressar ao sono imediatamente a seguir ou revoltas-te com as voltas que dás na cama? Quando tens alguém ou alguéns por perdoar, esquece o significado de que a noite serve para descansar. Não dormes e se queres a minha opinião também não mereces dormir.

3 comentários:

  1. Penso que perdoei, mas sonho sempre com essa pessoa :) vivo com um sorriso sempre...

    Será que perdoei?

    Mas Faço sempre por isso :) Um bom dia para ti Gustavo.

    ResponderEliminar
  2. Olá Gustavo, nunca li umas palavras que me tocassem tanto...mas o mais engraçado no meio disto tudo é que no inicio desta semana comecei a fazer uma "oração de perdão" pois consegui perceber que enquanto eu não perdoar a minha vida não vai seguir em frente, dei comigo a pensar que vivia dependente..., mas afinal não e isso abriu-me os olhos e o coração para começar o perdão! :)
    Obrigada pelas suas palavras e pelos seus videos que me ajudam e muito!! :)
    beijinho grande
    MM

    ResponderEliminar
  3. Meu Deus,
    Senti-me toda rasgada por dentro...
    Sou um poço de defeitos...
    Tenho muito destes tiques e toques e
    noites atribuladas...
    Vou tentar mudar, teria uma vida bem
    mais tranquila.
    Maria Helena

    ResponderEliminar