domingo, 10 de março de 2013

EXCERTO DO 2º CAPÍTULO - "O PRESENTE"


Oiço dizer, com alguma frequência e até uma certa graça, que o presente é um presente, querendo as pessoas dizer que é uma prenda, uma coisa boa num embrulho pomposo. Pode até ser, mas, salvas raríssimas excepções, não é, e não é porque as pessoas, uma vez mais, escolhem viver com os pés amarrados ao chão em detrimento de voar e com a mente a vagabundear à deriva em detrimento de a ter bem treinada e orientada para o sucesso. As pessoas tendem a pensar em vez de sentir e, nesse sentido, apesar de se encontrarem, sempre e fisicamente, no presente, isso não significa que estejam, realmente, no presente. Desta forma, o tempo do qual te falo e no qual podes, literalmente, operar milagres pode ser tão inconsciente e nefasto como o passado ou o futuro. E falo em milagres, porque na verdade não existe tempo nenhum tão perto do “Agora” como este. É, precisamente, no presente que podes, num abrir e fechar de olhos, escolher sentir o milagre de estar vivo e se o fizeres, garanto-te, é como se deixasses de jogar numa distrital qualquer e fosses jogar a liga dos campeões. As senhoras que me perdoem este exemplo tão masculino, mas foi o que me saiu. Percebes? Enfim, é caso para dizer que nunca estiveste tão perto do “Agora” como agora.
Também tenho ouvido e sobretudo lido que o presente é o “Agora”. Como já deves ter percebido através das linhas anteriores, e na minha opinião, não é. O presente é, no limite, o trampolim para o “Agora”, não é a acrobacia nem a magia de ter asas nos pés. No presente tu podes pensar que o vento te sabe bem e justificá-lo de mil e uma maneiras, mas é-te impossível sentir o bem que o vento te faz. Isso é do domínio do “Agora”. Percebes a diferença? E não, a linha não é ténue. É uma autêntica auto-estrada entre uma coisa e a outra.

4 comentários:

  1. Pelo que percebi vai ser o lançamento amanhã, infelizmente não posso ir ao lançamento
    onde posso depois encontrar à venda??

    ResponderEliminar
  2. Boa noite!
    O livro encontra-se à venda em todas as livrarias.

    ResponderEliminar
  3. Olá
    Sou mãe de uma menina portadora de Paralisia cerebral, vou comprar o livro de certeza, pois por vezes esqueço-me de "Agarrar o Agora"
    Beijinhos meus e da Luana

    ResponderEliminar
  4. tão estupidamente não consigo
    tão estupidamente mantenho-me agarrada ao passado
    sinto-me presa
    como consigo libertar-me destas amarras?se um dia escolhi sentir e perdi tudo...
    só sei chorar
    ...help...

    ResponderEliminar