sábado, 17 de novembro de 2012

EIS-ME DE PÉ...


Eis-me de pé, outra vez, como se a mão de um qualquer homem não me tivesse roubado o mais profundo segredo, o verbo da minha alma e o passo seguinte da minha missão, como se o chão não me tivesse fugido debaixo dos pés e o medo não me tivesse assolado a mente.

Eis-me de pé, outra vez, após uma longa noite de balanço onde vos poderia enumerar o que me levaram, mas da qual vos prefiro contar o que me deixaram e o que me deixaram não poderia ser mais valioso: a convicção de que sou um verdadeiro guerreiro, de que se me levarem a própria vida nascerei outra vez para cumprir o que preciso de cumprir, de que tudo sou capaz e de que me tornei mestre no que diz respeito a transformar o mau em bom.

Eis-me de pé, outra vez, mantendo a fé inabalável no meu objetivo e certo de que a força do meu novo livro, por ser dedicado a uma alma demasiado inspiradora, jamais se poderá vergar perante qualquer adversidade, seja ela qual for.

Eis-me de pé, outra vez, a rebentar de força e confiança, preparado e motivado para dar continuidade ao que me propus, certo de que as centenas de linhas e milhares de palavras que são agora reféns, em parte incerta, se reencontrarão para fazer deste livro o passaporte para a magia que ele é.

Eis-me de pé, outra vez, para vos aplaudir e agradecer cada gesto, palavra e emoção, cada vez mais consciente de que são do melhor que me acontece todos os dias.

Eis-me sentado, de frente para outro computador, com os dedos a fervilhar e a emoção a correr, rumo ao dia em que a soma destas folhas se transforme no livro que poderá, definitivamente, mudar milhares de vidas.

Obrigado

6 comentários:

  1. É assim mesmo!!!! vai sair um livro ainda melhor... com ainda mais alma e intenção... se aconteceu, por algum motivo foi... e mesmo que aparente ser mau... há sempre algo bom por trás disso! (Se bem que esmurrar os ladrões também me parece uma opção válida e a ter em consideração! :) )

    ResponderEliminar
  2. gosto de ler tudo o que aqui escreve. Logo que possivel irei comprar os seus livros. Obrigado

    ResponderEliminar
  3. És uma força da natureza! És a minha inspiração! "Caminhamos juntos"... Sempre! Bjs Cláudia Martins

    ResponderEliminar
  4. Obrigada,nós, por partilhares o teu "sentir".

    "Um por todos,e todos por um !! como mencionava Alexandre Dumas na sua obra "Os três Mosqueteiros".

    Toda e qualquer troca de afeto é apaziguadora, é enriquecedora.Mereces!!!

    Aqui nos deixas mais um exemplo na primeira pessoa de coerencia e paixão:olhar para dentro,despertar,aceitar e continuar em acção até à concretização do sonho.

    Como bom guerreiro que és a tua força está na "resistência" e não no "ataque" e por isso "Vencerás" . Bem hajas...

    «Resiliência»

    ResponderEliminar
  5. Obrigada a ti Gustavo, por seres uma inspiração para tantos de nós!

    Como já foi dito, também eu acredito que nada acontece por acaso, por isso, força, porque o resultado será aquele pelo qual trabalhas e que desejas!

    Um beijinho, Rute

    ResponderEliminar
  6. Força Gustavo este livro com esta situação vai tornar lo mais belo e como a ti ,pois secalhar não foi por acaso que aconteceu , esta situação secalhar veio tornar o restantes paginas do livro mais fortes e com uma msg mais brilhante ;) força eu ainda mais anciosa por comprar e ler o livro heheh será que consigo comprar para oferecer no natal ???

    ResponderEliminar