sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A FABU"LOLA"

Ontem fui a um canil na perspectiva de encontrar uma cadelinha que pudesse estar à altura de uma mulher fabulosa que conheço, pois seria essa a sua prenda de aniversário. Quando lá cheguei, percebi com a sinceridade de um único olhar que, afinal, estavam todos à altura de serem adoptados, fossem eles cegos, mais novos ou mais velhos, tivessem chumbos na cabeça ou um ar aparentemente mais feroz. Percebi que talvez esse meu primeiro pensamento fosse a única coisa que destoava daquela bela missão: resgatar um deles. Foi mais um estalo de luva branca, daqueles que gosto de sentir para perceber que nunca estou desperto para tudo. Enfim, rapidamente me redimi do meu pensamento e entreguei-me... a eles. Foi emocionante passear por um espaço onde se vive os animais com tanto amor, respeito e afecto. Foi magnífico falar com eles e de ir às lágrimas quando eles pediam "leva-me contigo". E muitos pediram... e muito me controlei. Tinha de ser, temos todos de cumprir esta missão. Enfim, lá escolhemos a tal cadelita. Linda, desconfiada e medrosa. Recordo-me de olhar para ela a dar os seus últimos passos no canil e de me perguntar o que estaria ela a dizer-se a si mesma. Nunca saberei, o que sei é que ontem foi mais um dia que valeu a pena, foi mais um dia em que me senti capaz de fazer o bem e de interpretar que posso sempre ser melhor.
A mulher fabulosa amou a surpresa e pode agora viver momentos fabulosos com a igualmente fabulosa "Lola".
Isto não é fabuloso?

Sem comentários:

Enviar um comentário